NOTÍCIAS

  • BioLiving

Jovens do secundário criam jogos para a conservação da natureza

Atualizado: 10 de nov. de 2021

Gamers4Nature - Mission Earth é um projeto Erasmus+, coordenado pela Universidade de Aveiro e do qual a Associação BioLiving é também parceira, que pretende sensibilizar para a mudança de comportamentos em relação ao meio ambiente, promovendo conhecimento sobre a conservação da natureza e biodiversidade. Como? Através do desenvolvimento e aplicação de estratégias para incentivar a participação ativa de jovens estudantes (ensino secundário e ensino superior) na criação de jogos para dispositivos móveis.


No dia 25 de outubro de 2021, 30 pessoas, estudantes e professores(as) do ensino secundário, de Portugal, Irlanda, Hungria e Espanha, reuniram-se em Aveiro (Portugal) para dar início a uma semana de muita partilha e aprendizagem.



O desafio foi lançado: criar um jogo digital sobre plantas invasoras, nomeadamente, a erva-das-pampas (Cortaderia selloana).

A erva-das-pampas é uma espécie nativa da América do Sul mas é invasora na Europa, o que significa que a sua propagação afeta negativamente o equilíbrio do ecossistema em que se encontra, assim como a saúde humana.


Para os(as) estudantes cumprirem o desafio, teriam de se familiarizar com o programa, a cidade e o tema. Desta forma, os dois primeiros dias serviram para fazer mesmo isso.

No primeiro dia, a primeira paragem foi o Departamento de Comunicação e Artes da Universidade de Aveiro onde os alunos e professores ficaram a conhecer melhor o projeto, o programa da semana e a Associação BioLiving.

Depois do almoço, estava na hora de dar uma volta por Aveiro, e, assim, a BioLiving guiou o grupo num passeio turístico pelo centro da cidade!



Desde as Salinas ao Mercado Manuel Firmino, o tempo passou entre gargalhadas, palavras traduzidas e brincadeiras. O fim do dia foi assinalado, no cais da Fonte Nova, com uma foto de grupo: "PATATA!".


O segundo dia foi passado no BioRia, no concelho de Estarreja, a conhecer a biodiversidade e cultura local mas, principalmente, as plantas invasoras (o tema do trabalho). Pegámos nas bicicletas e fomos conhecer algumas das principais plantas invasoras do BioRia, como as acácias, a erva-das-pampas e a erva-pinheirinha.



De volta ao Departamento de Comunicação e Artes, os(as) estudantes passaram o terceiro e quarto dias em frente ao computador, para aprenderem a programar enquanto refletiam na narrativa do jogo que queriam criar, assistindo também a um workshop de desenho e desenvolvimento de personagens.





Trabalharam afincadamente em ideias e formas de as implementar, o que foi notório no resultado final dos jogos criados. Houve até um grupo que desenvolveu um jogo de tabuleiro chamado "The Herb Garden".






Mas este final de semana não foi só de trabalho! Ainda houve tempo para ver o pôr-do-sol na Praia da Barra, visitar a Fábrica de Ciência Viva e participar na agenda cultural da cidade.



A conclusão é que foi uma semana desafiante mas muito enriquecedora! Sair da nossa zona de conforto, do nosso país, da nossa cultura e para longe da nossa língua, pode ser difícil mas também pode criar oportunidades maravilhosas de muita partilha e novas aprendizagens.

Tal como é objetivo do próprio projeto Erasmus+, estas experiências de intercâmbio cultural e educativo permitem criar memórias e laços inesquecíveis e são oportunidades de contribuir para a identidade e os valores europeus dos(as) jovens.

196 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo