NOTÍCIAS

  • BioLiving

Lusitanica no passado, presente e futuro!

Há cinco anos, em 2016, começámos os nossos trabalhos de recuperação ecológica nos terrenos Lusitanica. Desde então, os esforços para restaurar e conservar os ecossistemas que integram as nossas microreservas não têm cessado. Envolver e sensibilizar a comunidade local foi desde sempre um aspeto/estratégia fundamental para que os objetivos traçados para os nossos terrenos pudessem ser compreendidos e alargados às áreas envolventes. Neste contexto, em março de 2016, realizámos a nossa primeira plantação no terreno da Fonte do Cabreiro e em Maio deste mesmo ano realizámos uma das primeiras atividades de educação ambiental, um workshop de identificação de anfíbios, onde foi possível observar um diversificado número de espécies deste importante grupo faunístico nos então 0,5 ha por nós geridos!



Em 2019, começámos a gerir outra micro-reserva e, ao terreno da Fonte do Cabreiro, juntou-se o terreno do Moinho da Marçaneira, passando a Associação BioLiving a gerir um total de 1,8 ha decicados à conservação da natureza. A colaboração de mais de 250 voluntários tem sido crucial para manter a gestão das nossas microreservas. Ao longo destes cinco anos já foram plantadas mais de 700 árvores e arbustos nativos e já foram removidos e controlados 1,1 ha de eucaliptal. Nestas ações de plantação, recorremos maioritariamente às plantas presentes no nosso viveiro. Este viveiro é mantido através da contribuição de parcerias de comércio local para adquirir árvores e arbustos nativos. Para além disso, fazemos a recolha e germinação de sementes de espécies vegetais locais, assim preservamos o património genético adaptado às condições abióticas da região, otimizando a taxa de germinação.



Procedemos também ao controlo de espécies exóticas invasoras, como a mimosa (Acacia dealbata) e a austrália (Acacia melanoxylon), à construção de charcos para a vida selvagem e de vedações de madeira morta, à limpeza de um moinho de água e de 120 metros de levada tradicional e à monitorização da biodiversidade presente nas nossas micro-reservas e áreas envolventes. Os terrenos do Lusitanica já foram palco de filmagens de espécies da fauna autóctone, como a salamandra-lusitânica (Chioglossa lusitanica) e a vaca-loura (Lucanus cervus), por parte da Wildstep Productions, que registaram nas nossas microreservas momentos protagonizados por estas espécies bastante características e ecologicamente relevantes dos ecossistemas lusitânicos.



No futuro ambicionamos alargar a nossa área de micro-reservas e influenciar cada vez mais pessoas a utilizar modelos de gestão florestal mais sustentáveis que permitam respeitar e conservar o nosso rico património natural!

46 visualizações0 comentário